logo
A powerful architecture & Construction theme. Construct your website in the perfect Ratio.
Alienum phaedrum torquatos nec eu, vis detraxit periculis ex, nihil expetendis in mei. Mei an pericula

Arquitectura e Design de Vico Magistretti

Vico Magistretti, a par Joe Colombo, Gio Ponti ou Achille Castiglioni, foi um dos arquitetos italianos mais influentes no Design em todo o mundo. Depois de ter frequentado a Faculdade de arquitetura no Politécnico de Milão, entre 1943 e 1944, foi estudar para Lausanne na Suíça. Mais tarde regressou a Itália e, em 1945, concluiu o curso de arquitetura.

image.jpeg

Edifício da Universidade de Biologia, Milão

Começou a atividade profissional com o pai, o arquiteto Piergiulio Magistretti. Mas, foi na Trienal de Milão, que deu nas vistas, em particular na participação das edições VIII, IX quando recebeu a primeira Medalha de Ouro.

image.jpeg

Vico Magistretti no seu ateliê de Milão

As suas criações são intemporais e ainda hoje se mantêm atuais. Para falar do rigor do seu trabalho é preciso recuar no tempo. Regressar a acontecimentos históricos que marcaram o percurso do design, como por exemplo a grande exposição “Machine Art”, organizada pelo então jovem arquiteto Ph. Johnson no Museum of Modern Art nos EUA e que contribuiu para criar a ideia de rigor associada ao design da Bauhaus.

Pin on images

Edifício de escritórios, Corso Europa, Milão

Esta exposição contribuiu para disseminação dos ideais da Bauhaus por todo o mundo. Assim se justifica que o design racional e purista tenha tido tantos adeptos no período imediatamente a seguir à II guerra. O funcionalismo foi decisivo para o entendimento da modernidade.

image.jpeg

Desenho de uma torre para o Parque Sempione, Milão 1953-1956

A razão, a única via para a emancipação das sociedades e ainda, a eliminação das contradições económicas e sociais, traduziu-se no funcionalismo. O aspeto estético passou a depender unicamente do aspeto utilitário. Só mais tarde, com a pós-modernidade, o design libertou-se dos velhos paradigmas e passou a projetar para as pessoas em vez de projetar para o Homem.

image.png

Os valores estéticos dissociaram-se dos condicionamentos político-ideológicos, assim como, da tecnologia industrial. Com a pós-modernidade, o design passou a explorar o seu aspeto estético e a dar valor ao belo. Recorreu-se á ironia, a referências históricas e por vezes à valorização do banal.

vidun-disegno.jpg

Desenho de Vico Magistretti para a DePadova. Mesa Vidun.

A flexibilização dos estilos e a nova cultura visual fizeram com que o designer se tornasse livre e instintivo. Foi neste contexto, que Vico Magistretti fez a transição da arquitetura para o design, influenciado pelos valores racionalistas e funcionalistas da arquitetura e na transição da modernidade para a pós-modernidade influenciado pelo design.

silver_p1_rossa02.jpg

Cadeira Silver, DePadova

Esta transição apoiou-se nas inovações tecnológicas e na diversidade social mas, para Vico Magistretti, o rigor do design manteve-se sempre. Este foi o contexto que marcou o Design dos anos 50 em Itália e de um restrito grupo de arquitetos italianos denominado “terceira geração”, do qual fez parte Vico Magistretti.

louisiana pag.40.jpg

 

Chaise Longue Louisiana, DePadova